Entrevista – Banda Os Sucuris faz o 1º show nesta sexta

Um rock enérgico, altamente influenciado por bandas de garagem dos anos 60 e 70, passando pelo blues e embalado por letras em inglês, algumas que até versam sobre figuras da cena Londrinense. Esse é mais ou menos o resumo do som da banda de rock Os Sucuris que nesta sexta faz sua estreia Cortiço Bar (Avenida Bandeirantes, 145), dentro do projeto Cortiço Sessions.

Banda Os Sucuris faz o 1º show nesta sexta
Bandas dos anos 60, e nomes da era pré-punk estão entre as referências do trio ‘Os Sucuris’ – Foto: Bruno Leonel/Rubrosom

Quase como um ‘super grupo’ o trio surgiu com a união de alguns músicos conhecidos da cidade, já notáveis por outros projetos nos quais tocam; Na guitarra e vocal, Rodrigo Amadeu (Cherry Bomb, Substitutes), Felipe Teixeira (Droogies, Hard Money) no baixo e Pedro Potumati (Dizzaster, Mhorula) na bateria. “Eu e o Felipe começamos esse projeto, que tinha a ideia de fazer um som mais garageiro mesmo. Algo mais voltado para os anos 60, há uns 15 anos já eu curto esse tipo de som, e, sempre quis fazer algo assim…  Um dia, postando no facebook mesmo algumas coisas dos anos 60, o Pedro viu, começamos a conversar sobre isso e marcamos um ensaio, no primeiro ensaio já foi legal”, contou Rodrigo.

Ensaiando já há cerca de dois meses, o show do Cortiço será a estreia oficial da banda. Alheio à certas tendências do momento, o trio tem a ideia de manter uma sonoridade mais calcada em instrumentação básica. Ecos de nomes como Kinks, Sonics  suas composições, que tratam de conflitos históricos, narrativas marginais “Cada um já tem uma banda onde toca coisas diferentes, o que agrega, mas acabamos incorporando isso tudo no ‘Sucuris’ que tem já uma proposta de estilo mais focada”, contou Pedro em entrevista ao Rubrosom. “A banda fala de personagens e temas marginais, coisas que acontecem na cidade que as pessoas não prestam atenção, ou ainda, não fazem questão de prestar atenção…”, contou o baixista Felipe Teixeira.

O baterista Pedro Potumati e o guitarrista Rodrigo Amadeu durante ensaio d'Os Sucuris - Foto: Bruno Leonel/Rubrosom
O baterista Pedro Potumati e o guitarrista Rodrigo Amadeu durante ensaio d’Os Sucuris – Foto: Bruno Leonel/Rubrosom

Início positivo, shows aparecendo e, por consequência, um registro de algumas faixas da banda deve acontecer também em algum momento da trajetória da banda. “É uma meta sim, registrar faixas, temos já material para um EP, nada que não dê pra ser feito em pouco tempo de estúdio, queremos fazer algo direto pra ficar bem orgânico, a ideia é ser ‘de volta ao básico’ mesmo. Pontua Rodrigo. “Embora até você tenha perguntado se é uma banda ‘paralela’, acho que hoje ‘Sucuris’ é o projeto que esteja mais ativo no momento, dentre todas nossas bandas. Como a gente ta começando, estamos afim de mostrar o som ao vivo e, se possível, gravar essas músicas… Toda a banda que está nessa etapa, acaba virando a principal” pontua Felipe.


SERVIÇO
‘Os Sucuris’ ao vivo no Cortiço Sessions
Quando:
Sexta-feira (06/01) – A partir das 22h
Onde: Cortiço Bar (Avenida Bandeirantes, 145)
Entrada: R$ 7

Pré-lançamento do Londrix acontece nesta quarta (14)

Acontece nesta quarta-feira (14) no Teatro Zaqueu de Melo, às 19h30, o “Sarau: Prosa, poesia e outras delícias”. O evento marca o pré-lançamento do Festival Literário de Londrina (Londrix), realizado pela Atrito Arte Artistas & Produtores Associados (AARPA). A entrada é gratuita, e o evento é aberto a toda a comunidade londrinense.

Pré-lançamento do Londrix acontece nesta quarta (14)
Em 2015 o evento foi marcado por diversas atrações entre elas o espetáculo – espetáculo musical Bichos, Cores e Outros Amores – Foto: Carllos Bozelli

Na programação do Sarau, estão previstas pequenas amostras das ações culturais desenvolvidas pela AARPA através da Vila Cultural Cemitério de Automóveis. Haverá apresentações de dança contemporânea com Luana Vidotte e Jorge Fortunato, e exposição de artes visuais com Jéssica Bozzi, Caio Souza e Brayan Thompson. Também estão previstas performances de poesia na voz de atores como Christine Vianna, Mário Fragoso, Beatriz Vianna, Edra Moraes, Leandro Benevides, e a apresentação do espetáculo de circo teatro “Dupla de dois”, com os palhaços Carabina e Leleca, interpretados por Sergio Mello e Leandra Azevedo, respectivamente.

Segundo a diretora do Londrix, Christine Vianna, o evento de pré-lançamento ocorre em todas as edições do Festival. “Neste ano, vamos dar ênfase para as ações que o projeto realiza, como o Leia Londrina, Um dedo de prosa nas escolas, Assalto Literário, entre outros. É uma ótima oportunidade para quem ainda não conhece estes trabalhos, ter contato com as atividades que o Londrix promove”, contou.

O Londrix 12 anos será realizado entre os dias 21 e 27 de novembro. Neste ano, o Festival comemora 12 anos de existência, com a missão de formar cidadãos conscientes, tocados pela literatura e todas as suas formas de manifestação. Durante todo o período de atividades, o Londrix reuniu, promoveu, valorizou e difundiu autores representativos da literatura brasileira, e transitou entre todas as formas de manifestação artístico-literária através de debates, palestras, performances, saraus, shows, peças, oficinas, feira de livros e projetos de extensão à comunidade.

Inscrições – As inscrições de trabalhos para o Festival foram prorrogadas até 30 de setembro. São aceitas propostas nas seguintes categorias: debates e palestras, lançamentos de livros, atividades infantis, shows e performances e oficinas literárias. O edital completo está disponível no site www.londrixfestivalliterario.com.br, onde também podem ser feitas as inscrições.

Pela internet, é necessário enviar uma cópia da proposta, o currículo do autor, e preencher a ficha de inscrição, que estará disponível até o dia 30 de setembro. Também é possível fazer a inscrição através dos Correios. O candidato deverá enviar uma cópia da sua proposta, seu currículo, e a ficha de inscrição preenchida. A postagem deverá ser efetuada até 30 de setembro, comprovada pelo carimbo do Correios. O material deve ser encaminhado ao Festival Literário de Londrina – Londrix 12 anos, no endereço Rua João Pessoa, 103-A, Londrina, PR. CEP: 86020-220.

Também foram prorrogadas as inscrições para a 5ª Mostra Londrix Vídeo Poema, que serão aceitas até 30 de setembro, pelo site do Festival.

O Londrix e a Vila Cultural Cemitério de Automóveis contam com patrocínio da Prefeitura de Londrina, através do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

(Com informações da assessoria de imprensa)


SERVIÇO
Festival Literário de Londrina (Londrix)
Quando:
De 21 e 27 de novembro
(Em breve programação completa)
Pré-lançamento nesta quarta (14) no Zaqueu de Melo

FILO – Véspera de feriado terá programação variada

Em Londrina a programação do Festival Internacional de Londrina (FILO), nesta terça-feira (06), véspera de feriado da Independência, segue com diversas atrações em vários pontos da cidade. Ao todo, sete atrações diferentes marcam a programação do evento. Entre eles, espetáculos infantis e para o público adulto, shows, oficina e bate-papo com participantes do Festival.

A festa reúne três bandas em uma noite de muito pop, reggae, rock, blues, funk e soul - Foto: Divulgação
A festa reúne três bandas em uma noite de muito pop, reggae, rock, blues, funk e soul – Foto: Divulgação

Alguns dos destaques desta terça (06) envolvem grupos como o Tato Criação Cênica (PR) e seu teatro de animação; a Cia Nau de Ícaros (SP), com um trabalho embalado pela sensibilidade do circo, da dança e da música; o premiado “Caranguejo Overdrive”, espetáculo teatral da Aquela Companhia (RJ) com banda ao vivo no palco, e o bailarino Marcos Abranches (SP), que transforma cores e movimentos involuntários do corpo em expressão de vida.

Ainda há ingressos disponíveis para as atrações na bilheteria do Royal Plaza Shopping ou pela internet: www.filo.art.br ou site Disk Ingressos, por R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada e descontos especiais indicados no site FILO). Confira as atrações desta terça (06):

TROPEÇO – TATO CRIAÇÃO CÊNICA (CURITIBA-PR) – Sobre uma mesa com baús e alguns pequenos objetos, cria-se um mundo no qual dois atores-manipuladores e suas mãos dão vida às personagens: duas velhas que moram juntas. Partindo da costumeira visão que se tem da velhice, o espetáculo mostra a solidão e as pequenas ações rotineiras das duas. Mas também um universo de sutileza e extravagância, poesia e comicidade, em mãos que andam, dançam, bebem, respiram, riem e choram. Classificação etária: 14 anos. Última apresentação nesta terça-feira (6), às 19h, no Teatro Zaqueu de Melo (Av. Rio de Janeiro, 413). Ingressos à venda.

TROPEÇO realizado pela Tato Criação Cênica (De Curitiba - PR) - Foto: T.Melcop
TROPEÇO realizado pela Tato Criação Cênica (De Curitiba – PR) – Foto: T.Melcop

A.N.J.O.S. – CIA CÊNICA NAU DE ÍCAROS (SÃO PAULO-SP) – Nuno conhece Ana, uma garota especial que lhe pede ajuda para encontrar algo importante. Eles se juntam à “gangue” dos A.N.J.O.S., uma divertida turma de amigos que acompanha o protagonista em sua longa e divertida jornada quarto adentro. Uma aventura de descobrimentos e revelações, embalada pela sensibilidade do circo, da dança e da música para abordar as transformações do universo delicado e imaginário da criança. Classificação etária: Livre – a partir de 4 anos. Terça-feira (6), às 19h, com reapresentação quarta-feira (7), às 17h, no Teatro Mãe de Deus (Av. Rio de Janeiro, 700). Ingressos à venda.

FILO - Véspera de feriado terá programação variada
Nuno conhece Ana, uma garota especial que lhe pede ajuda para encontrar algo importante. Eles se juntam à “gangue” dos A.N.J.O.S., uma divertida turma de amigos que acompanha o protagonista em sua longa e divertida jornada quarto adentro – Foto: Cris Von Ameln.

CARANGUEJO OVERDRIVE – AQUELA CIA DE TEATRO (RIO DE JANEIRO-RJ)
Esta é a história de Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX. Convocado para lutar na Guerra do Paraguai, ele enlouquece no campo de batalha. De volta à cidade onde nasceu, procura as marcas de um passado familiar, mas encontra um Rio de Janeiro em plena convulsão urbanística. Espetáculo com música ao vivo, ganhador do Prêmio Shell em três categorias, “Caranguejo Overdrive” traz como referências o Manguebeat de Chico Science e o clássico “A geografia da fome”, do pernambucano Josué de Castro. Classificação etária: 16 anos. Terça-feira (6), às 20h30, com reapresentação quarta-feira (07), em duas sessões: às 18h30 e 21h30, na Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205). Ingressos à venda.

FILO - Véspera de feriado terá programação variada
Esta é a história de Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX. Convocado para lutar na Guerra do Paraguai, ele enlouquece no campo de batalha – Foto: Elisa Mendes.

CORPO SOBRE TELA – CIA VIDANÇA/MARCOS ABRANCHES (SÃO PAULO-SP) – Inspirado na vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon, “Corpo sobre Tela” é um solo do coreógrafo e bailarino Marcos Abranches, que utiliza a própria deficiência física como referência de estudo para a construção de sua linguagem artística corporal. Em cena, ele transforma movimentos involuntários do corpo em expressão de vida. A cor surge expressiva, como um personagem deste corpo sobre tela. Classificação etária: A partir de 12 anos.Terça-feira (6), com reapresentação na quarta-feira (7), às 21h, na Usina Cultural (Av. Duque de Caxias, 4159). Ingressos à venda.

SHOWS

CHAPELEIROS 2ª EDIÇÃO – A festa reúne três bandas em uma noite de muito pop, reggae, rock, blues, funk e soul. Vitor Conor & Trio entram no palco com Vitor Conor (voz e violão), Thiago Bonamigo (guitarra), Ronalt Sanches (baixo) e Binho Toledo (bateria). Já o Bona Trio traz Bruno Bonafini (voz e guitarra), Douglas Shoiti (baixo) e Max Santos (bateria). E tem ainda Gabriel Souza & Harmônica Trio, com Gabriel Souza (voz e guitarra), Matheus Scheffer (baixo), e Binho Toledo (bateria). Terça-feira (6), às 22h, no Bar Valentino (Rua Pref. Faria Lima, 486). Couvert R$15,00 – direto no local.

ATIVIDADES FORMATIVAS

BATE-PAPO com integrantes da Tato Criação Cênica. O grupo curitibano vai falar sobre os espetáculos “TROPEÇO” E “ENTRE JANELAS”, apresentados no FILO 2016. Terça-feira (6), às 10 horas, no Centro Cultural SESI (Praça Primeiro de Maio, 130, em frente à Concha Acústica). Aberto ao público.

O CORPO DO ATOR E SUA ARTE RITUALÍSTICA – Oficina com Alexandre Guimarães (RECIFE-PE)
Preparação de atores junto à descoberta de um teatro ligado ao ritual da busca pela interpretação, estimulada pelo uso do corpo como agente e a linguagem não verbal do intérprete. Trabalho baseado em Eugenio Barba e Jerzy Grotowski, aliado às matrizes do corpo nas manifestações da cultura popular nordestina. Último dia nesta terça-feira (6), no Laboratório 1 (L1) – Artes Cênicas CECA – Campus UEL. Somente para inscritos.

(Com informações da Assessoria de Imprensa)


Serviço:

Festival Internacional de Londrina – FILO 2016
De 26 de agosto a 11 de setembro
Realização: Associação dos Amigos da Educação e Cultura Norte do Paraná e Universidade Estadual de Londrina
Direção: Luiz Bertipaglia
Patrocínio: Petrobras, Governo Federal, Prefeitura de Londrina / Secretaria Municipal da Cultura / Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), Universidade Estadual de Londrina, Unimed Londrina, Horizon – John Deere.

Informações: www.filo.art.br

Sarau nessa quarta terá debate sobre mercado editorial

E tem evento literário em Londrina n quarta-feira (27)! A partir das 20h a Vila Cultural Cemitério de Automóveis apresenta o “Sarau: prosa poesia e outras delícias – Scripitix”. Durante a noite, haverá leituras de poemas, músicas, exibição de vídeos, feira de livros com distribuição de exemplares, microfone aberto e os presentes poderão degustar um caldinho de mandioca.

13724059_1234902539855209_2666500758260073348_o

A entrada é franca e aberta a toda comunidade. O início das atividades do sarau fica por conta da editora da Atrito Arte, Christine Vianna, e do editor-chefe da Editora Madrepérola, Rafael Silvaro, que receberão autores para uma conversa sobre o tema “desengavete” e sobre o mercado editorial. Segundo o editor, o mercado mudou e com ele os produtores também. “O perfil do autor de hoje não é um cara engavetado, que cheira a livro velho, com a acessibilidade da internet, isso possibilitou que diversos autores ganhassem mais voz… Escritores de hoje são fruto, como sempre, do que lêem. E encontramos textos muito bons sesses exemplares… A coisa de ‘desengavetar tem a ver com a variedade de editoras existentes hoje…” contou Silvaro à reportagem do RubroSom.

O evento contará com exposições dos artistas visuais Caio Souza, Jéssica Bozzi e Yashiro Yamasu; apresentação das bandas Logomaquia, Da Raiz e participação dos Benditos Energúmenos; além da participação da poetisa Aleteia Freitas, da atriz e escritora Edra Moraes, do ator e performer Rafael Alves Jackson, do artista visual Alex Tcho, Janaína Oliveira em uma performance de “Gota d’água” de Chico Buarque. Além desses, vários escritores estarão presentes na Feira de Livros “Leia Londrina”, que trará exemplares pelo preço de R$ 10,00. A Vila cultural conta com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo á cultura – PROMIC.

De acordo com a divulgação, a intenção do sarau é fazer uma homenagem ao Dia do Escritor. O evento é um projeto selecionado e aprovado para a bolsa de fomento à literatura do Ministério da Cultura. Ele foi idealizado por Christine Vianna, e é realizado mensalmente pela Vila Cultural Cemitério de Automóveis, que conta com o patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura, da Prefeitura de Londrina.


SERVIÇO:
Sarau: prosa poesia e outras delícias – Scriptrix
*Este projeto foi selecionado pela bolsa de fomento à literatura do Ministério da Cultura
Data: 27 de julho de 2016
Horário: 20 horas
Local: Vila Cultural Cemitério de Automóveis – Rua João Pessoa, 103-A
Entrada franca, e quem quiser, pode trazer um prato de doce ou salgado.

Evento promove arte circense nos distritos de Londrina

A Associação Londrinense de Circo (ALC) está nos últimos preparativos para o I Festival Rural de Circo em Londrina, que começa no próximo domingo (3). Em sua programação, o Festival inclui diversas oficinas e apresentações, que serão realizadas nas escolas municipais dos distritos de Lerroville, Irerê, Paiquerê, Maravilha, e no patrimônio de Guairacá. Alguns dos projetos circenses participantes do Festival contam com patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

Todas estas atividades serão executadas com participação da Escola de Circo de Londrina - Foto: Divulgação/Escola de Circo.
Todas estas atividades serão executadas com participação da Escola de Circo de Londrina – Foto: Divulgação/Escola de Circo.

A abertura do evento será às 15 horas, com performance da Troupe Aero Circus, na Escola Municipal Bento Munhoz da Rocha Neto, em Lerroville. Segundo um dos organizadores do evento e integrante da ALC, Paulo Libano, toda a agenda do Festival já está confirmada, e será realizada em escolas municipais. “De segunda (4) a sexta-feira (8), das 9 às 11 horas da manhã, serão realizadas apresentações culturais. E no período da tarde, das 13 às 15 horas, teremos as oficinas práticas, como malabares, mini trampolim, bambolê, acrobacias de solo, entre outras”, informou.

Libano explicou que o evento, que é realizado pela primeira vez na cidade, tem como principal objetivo descentralizar as atividades culturais, que muitas vezes ficam próximas apenas da região central da cidade, na área urbana. “Nós temos a intenção de inserir os jovens nesse meio cultural. Sabemos das dificuldades de acesso que eles enfrentam na área rural, e por isso levamos o Festival para próximo deles, para que participem com mais facilidade”, afirmou.

Dentre os projetos integrantes do I Festival Rural de Circo em Londrina, e que contam com patrocínio do Promic, está o projeto Cocoricó, que se apresenta na segunda-feira (4), na Escola Municipal Aracy Soares, em Irerê. No mesmo dia, o projeto Circo Maravilha fará apresentação na Escola Municipal Professora Corina Montovan Okano, no distrito de Maravilha.

Na terça-feira (5), o projeto Renovação fará apresentação em Paiquerê, na Escola Municipal Armando Rosário Castelo. Quarta-feira (6) é a vez patrimônio de Guairacá, que recebe o projeto Circo Feliz na Escola Municipal Vitório Libardi. Também no dia 6 de julho terá apresentação do projeto Circo Saúde na Escola Municipal Bento Munhoz da Rocha Neto, de Lerroville. Todas estas atividades serão executadas com participação da Escola de Circo de Londrina.

(Com informações da Assessoria da Imprensa)


SERVIÇO

I Festival Rural de Circo em Londrina
Quando: De 3 a 8 de Julho
Onde: Escolas municipais de Lerroville, Irerê, Paiquerê, Maravilha, e patrimônio de Guairacá (Confira acima)
Horário: Das 9 às 11h // Das 13h às 15h

Londrina Cultura – Plataforma promete melhorar a divulgação de artistas e projetos

Em Londrina, apesar das relativas divergências de ideias e, algumas vezes, das várias realidades que grupos culturais diferentes enfrentam, há um certo consenso sobre a necessidade de uma plataforma ‘unificada’ para divulgar melhor eventos e apresentações artísticas feitas pela cidade. Apesar de ferramentas como a internet e as redes sociais, eventualmente, há dificuldades em saber sobre eventos de Londrina, especialmente quando acontecem mais afastados da região central. Pensando nisso, uma nova facilidade, lançada nesta quarta-feira (06) promete oferecer soluções à produtores culturais e grupos que, por diversas razões, encontram problemas para ter visibilidade com suas realizações. Trata-se da plataforma ‘Londrina Cultura’.

Uma ferramenta de busca aliada a um 'mapa' permitem localizar eventos em toda a cidade - Foto: Divulgação
Uma ferramenta de busca aliada a um ‘mapa’ permitem localizar eventos em toda a cidade – Foto: Divulgação

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria de Cultura, disponibiliza a partir desta quarta-feira o sistema, que poderá ser acessada no endereço londrinacultura.londrina.pr.gov.br. O evento será às 19 horas, na Biblioteca Pública Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza, na avenida Rio de Janeiro, 413. É uma plataforma livre, colaborativa e gratuita que permite localizar agentes, espaços, projetos e eventos culturais de Londrina. Ele funciona + ou menos como uma mistura de rede social (Onde artistas individuais e grupos podem criar perfis) com um aplicativo de mapa, permitindo assim, marcar o local e data de eventos em toda a cidade.

A plataforma permite ainda criar eventos, inclusive, em pontos como praças ou vias públicas que normalmente não são considerados ‘localidades usuais’ por outros tipos de ferramentas. A medida deve favorecer também grupos que se apresentam em locais públicos, ou ainda, realizações itinerantes da cidade.

O software foi elaborado para aprimorar a gestão e contribuir com a difusão da produção e da diversidade cultural e artística. De acordo com a secretária municipal de Cultura, Solange Batigliana, o “Londrina Cultura” é um novo recurso que apresenta uma interface colaborativa na qual os usuários poderão inserir e consultar informações georreferenciadas sobre agentes, espaços, projetos e eventos culturais. “É uma plataforma dinâmica que reunirá estas informações, fornecendo ao poder público uma radiografia da área de cultura e ao cidadão um mapa com agentes, espaços e eventos culturais da região”, ressaltou.

Solange destacou ainda que na plataforma é possível encontrar agentes culturais, produtores, artistas e grupos de diversas áreas culturais.  “Será possível saber o que está acontecendo no cenário cultural, quais, quando e onde serão os shows, peças, apresentações, exposições, e demais eventos que agitam a cidade. Também será possível localizar os espaços que recebem estas atividades, horário de funcionamento, fotos e agenda de cada espaço, além de festivais, ciclos, mostras, e  muito mais  do que acontece no cenário cultural num só lugar.”

O “Londrina Cultura” foi criado a partir do software livre Mapas Culturais desenvolvido pelo Instituto TIM, faz parte do Sistema Municipal de Informações e Indicadores Culturais – SMIIC e Sistema de Informações Geográficas de Londrina– SIGLON.

Capacitação – Desde o início de março estão sendo realizadas oficinas para que agentes culturais e servidores do Município aprendam a utilizar todo o potencial da plataforma “Londrina Cultura”.  Até o momento 30 pessoas foram capacitadas.
__
Serviço
Lançamento ‘Londrina Cultura’
Quarta-feira 06/04/2016
19h, – Biblioteca Pública Municipal (Av. Rio de Janeiro, 413)