Por Bruno Leonel

A terceira rodada da oficina “Radioativismo e Produção Fonográfica” vai trazer para Londrina o ex-Cascaveletes e professor de História do Rock Frank Jorge para falar sobre suas experiências musical, acadêmica e na radiodifusão. O encontro é gratuito e ocorre nesta quinta (7) e sexta (8). A oficina é uma parceria da AlmA Londrina Rádio Web com o espaço do Movimento dos Artistas de Rua de Londrina (MARL).

24313073_1675160675861071_4990420879600339289_o

Frank Jorge vai é musico, escritor, apresentador de rádio e TV, professor e coordenador de curso acadêmico que oferece, entre outras disciplinas, aulas sobre Produção Fonográfica e História do Rock. Em Londrina, Frank Jorge vai falar sobre as experiências profissionais como músico, professor idealizador de um projeto inovador na Unisinos e ainda sobre História da Produção e Distribuição de Música (do analógico ao digital) e do uso do streaming aplicado ao Jornalismo Cultural.

A mais recente conquista do cantor foi abrir, em outubro deste ano, o show do beatle Paul McCartney em Porto Alegre, mas Frank Jorge tem uma longa e diversificada carreira. O marco foi em 1986, quanto passou a integrar a banda Os Cascavelletes, referência importantíssima do rock gaúcho ao lado de De Falla, TNT e Replicantes.

Ainda em 1986, passa a cursar Letras na PUC, reforçando o lado compositor e passando a transitar nos circuitos universitários e alternativos da música portoalegrense. Outro grupo marcante e considerado um dos precursores do rock independente no Brasil foi Graforréia Xilarmônica, banda criada em 1987 e que passa a integrar o casting do selo indie Banguela Records nos anos 1990.

Em 2006, Frank Jorge se insere na vida acadêmica como professor titular no curso de Formação de Produtores e Músicos de Rock da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Neste curso, os alunos aliam teoria e prática musical na produção de discos e organização de pequenos shows.

As oficinas formativas da Rádio AlmA são gratuitas e destinadas a produtores de conteúdo, estudantes e demais interessados em ingressar no universo da comunicação independente. O primeiro encontro, realizado em maio, tratou das oportunidades para abordagens regionais, com características de comunicação popular e comunitária nas redes online. Em junho, o segundo evento trouxe a documentarista Eliza Capai para falar de Midiativismo e Movimentos Sociais.


SERVIÇO
Oficina Radioativismo e Produção Fonográfica
07 e 08 de Dezembro – Canto do Marl
Horário: 19h30
Entrada Gratuita