Por Bruno Leonel

Restam ainda 33 dias para o fim do prazo para as doações para a campanha de modernização da rádio UEL FM, de Londrina, que está fora do ar desde o dia 9 de maio, após ter tido parte de seus equipamentos danificados por um raio. Os equipamentos para que a rádio volte a operar já foram adquiridos, no entanto, a ideia com a campanha é viabilizar ainda mais recursos de modo que a rádio possa atingir novos públicos com as mudanças.

Modernização da UEL FM – Campanha já arrecadou 50% da meta
Parte dos equipamentos danificados da rádio foi já comprada pela própria administração da UEL – Foto: Danieli Souza

Segundo a campanha (Realizada através da plataforma Kickante) a meta é arrecadar R$ 20.500 (Até esta quinta o valor correspondente à 97% da meta havia sido arrecadado, após 205 doações). A UEL FM informou que o investimento para a modernização da emissora com recursos próprios da universidade é de cerca de R$ 70 mil e o equipamento mais caro é o processador, que regula o som em agudo, médio e grave, estimado em R$ 40 mil (o processador queimado em maio era usado desde a inauguração da UEL FM, em 1990).

Com o dinheiro arrecadado, serão comprados para a rádio um link, que fará a ligação, por ondas eletromagnéticas, do estúdio com a sala do transmissor; uma central de internet; um computador e um aplicativo para ouvir a rádio no celular. “O principal objetivo é modernizar a rádio. Com as compras da administração da UEL a rádio já voltaria ao ar, mas, pensamos também na modernização da rádio até para conquistar novos ouvintes. Por isso precisaríamos de um aplicativo para a rádio, fazer uma transmissão via-modem  (O que evitaria mais dificuldades na transmissão).. Essas e outras ações”, contou ao RubroSom o jornalista Heron Heloy da UEL FM quem está a frente da campanha de arrecadação junto com a jornalista Patrícia Zanin. Quem colaborar com a campanha, em troca, terá direito a alguns brindes e ‘recompensas’ obtidos com o apoio de estabelecimentos de Londrina além de alguns artistas como Tonho Costa e Regina Menezes.

A arrecadação aliás, está sendo totalmente direcionada à uma conta pessoa física, que receberá os valores para a compra dos equipamentos em questão. Por uma questão judicial a rádio não pode receber doações em dinheiro, apenas, de equipamentos. “A gente se sente feliz com essa mobilização, da comunidade interna e externa, e com essa solidariedade. A UEL FM é a  única rádio pública e educativa da região e esse movimento só demonstra o carinho e o reconhecimento que os nossos ouvintes (Construídos ao longo de 25 anos) tem para com a rádio, além da qualidade da programação. Nos enche de alegria, saber que há pessoas preocupadas com a qualidade da rádio”, comentou o Dr. Osmani Costa, diretor da Rádio UEL FM.


Serviço

Site da campanha da UEL FM: http://www.kickante.com.br/campanhas/ajude-manter-uel-fm