Por Bruno Leonel

(Atualizado às 16h)

Começa nesta segunda-feira a programação do Festival Literário de Londrina, o Londrix. Após uma abertura ocorrida no último sábado, com o evento ‘O último Porco’ as atividades iniciam nesta segunda (13) no Museu Histórico de Londrina. Uma parte da programação estava prevista para ocorrer na Concha Acústica, mas, devido a chuva, foi transferida para o Cemitério de Automóveis.

Em Londrina, no ano passado, Ignácio de Loyola Brandão participou de um bate-papo durante o Festival Literário (Londrix) realizado no Museu Histórico - Foto: Bruno Leonel/Rubrosom
Em Londrina, no ano passado, Ignácio de Loyola Brandão participou de um bate-papo durante o Festival Literário (Londrix) realizado no Museu Histórico – Foto: Bruno Leonel/Rubrosom

Programação – Na segunda-feira (13), o museu histórico recebe a presença de Mário Bortolotto e Augusto Silva que conversarão com o público sobre grandes histórias das manifestações artísticas em Londrina, a mesa de ‘conversas’ inicia ás 17 horas. O Cemitério será palco do “Poesia In Concert: Letra e Voz na Cena Cultural Londrinense”. O evento, que começa às 18 horas, vai trazer nomes como Augusto Silva, Benditos Energúmenos, Fábio Mungo & convidados, Maurício e Hermano, Rodrigo Garcia Lopes e Eduardo Batistella, Orifício dos Deuses e Saco de Ratos Blues – A entrada é franca.

Alguns eventos literários durante o festival (Em 2016) acontecem na Vila Cultural Cemitério de Automóveis - Foto: Bruno Leonel/Rubrosom.
Alguns eventos literários durante o festival (Em 2016) acontecem na Vila Cultural Cemitério de Automóveis – Foto: Bruno Leonel/Rubrosom.

E na próxima semana, na quarta (15), a partir das 21 horas, será realizado o “Sarau prosa poesia e outras delícias”, um projeto aprovado pelo Ministério da Cultura e realizado mensalmente, desde 2008, pela Vila Cultural Cemitério de Automóveis. A proposta do Sarau é a interação entre as diferentes linguagens artísticas, em especial a literatura. A entrada é franca. Atualmente o festival está também com uma campanha de financiamento coletivo para obter recursos e assim financiar  sua 13ª edição. Sem o patrocínio do PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura, o tradicional festival de literatura da cidade precisa da colaboração de pessoas e empresas para arrecadar o valor correspondente a 30 mil reais.